Representação portuguesa no 39º Campeonato Europeu EKF Cad/Jun/-21

PORTUGAL ALCANÇA MELHOR PRESTAÇÃO DE SEMPRE NUM EUROPEU

Prata de Patrícia, Bronze de Rita e Henrique, três 5º e dois 7º lugares fazem história

Acabou hoje a participação histórica da comitiva lusa no Campeonato da Europa de Cadetes e Juniores em Karate, que teve lugar em Baku – Azerbaijão. Aos três lugares de pódio alcançados por Patrícia Esparteiro (prata em Kata Júnior), Rita Morgado (bronze em Kata Cadete) e Henrique Ramos (Kumite Júnior +76Kg), somam os 5º lugares obtidos por Ana Pinto, Inês Rodrigues e Sara Teixeira, e os 7º lugares de Ricardo Cachaldora e Filipe Reis.

Nunca uma comitiva portuguesa foi tão grande, nem alcançou tantos resultados como agora.

João Salgado, Presidente da FNKP que liderou a comitiva, afirmou “É um projeto que tem vindo a dar passos sólidos e que já regista excelentes desempenhos no plano internacional.”

Joaquim Fernandes, Selecionador Nacional, afiançou “Vencer por Portugal medalhas a este nível, é algo especial e de fantástico. Felizmente há muita gente em Portugal que tem acreditado no nosso projeto, todos estes merecem estes resultados. Somos autênticos heróis perante algumas potências do karate europeu e mundial.”

O último dia de competição não foi feliz para os atletas lusos, que mesmo assim se entregaram com todo o empenho e conseguiram exibições bastante meritórias amealhando mais um 5º e um 7º lugar para os resultados da comitiva. Pode-se mesmo concluir que o problema do dia se chamou Azerbaijão.

1º Dia

RITA MORGADO ARRECADA PRIMEIRA MEDALHA LUSA

A jovem atleta da Guarda arrecada o Bronze mantendo a tradição dos cadetes femininos

O Campeonato da Europa de Cadetes e Juniores e Baku arrancou da melhor forma com Rita Morgado a alcançar o bronze na prova de Kata (formas) Cadete. Foi sem dúvida o melhor início possível para a comitiva, porque a energia positiva transmitiu-se aos outros atletas que estavam já preparando mentalmente os seus combates. Rita foi claramente superior até à meia-final, vencendo todos os encontros pelos claros 5-0. A sua caminhada foi travada pela atleta italiana T. Donofrio, ficando assim a um combate novamente de uma medalha, mas desta vez, a de bronze. Rita não tremeu e consegui arrecadar assim o primeiro pódio português em Baku frente à atleta B. Mladezik.

Mais tarde seguiram-se mais dois lugares de destaque na tabela classificativa, um 7º e um 5º, alcançados por Ricardo Cachaldora (kumite cadete -63Kg) e Sara Teixeira (kumite cadete +54Kg). A atleta madeirense chegou à meia-final da categoria, onde defrontou N.Gataullina, e por pouco não conseguiu atingir mais uma final para Portugal. No combate para terceiro infelizmente não consegui levar de vencida a atleta francesa N.Garcia, impossibilitando assim mais uma conquista de bronze para o nosso país.

Já Ricardo Cachaldora, após um bye na primeira eliminatória, foi derrotado pelo atleta croata I. Martinac (medalhado EKF e WKF) ficando assim à espera de uma “quase” repescagem. E assim foi, no primeiro embate consegui uma vitória frente a A. Zeinalov seguindo-se uma derrota com A. J.Harrigan por hansoku (8-0) a poucos segundos do final por faltas de categoria 2 (ex.: agarrar, sair do tatami), deitando assim por terras todas as suas esperanças.

Rodrigo Pina conseguiu vencer o seu primeiro encontro frente a B. Dukanovic por 1-0, sendo depois derrotado por H. Jimi também pelo parcial mínimo de 2-3 e mais tarde afastado da repescagem.
Ina Certan e João Pereira empenharam-se a fundo mas não conseguiram vencer os seus despectivos encontros inaugurais e posteriormente também foram arredados da entrada na fase de repescagem.

Amanhã, sábado, entram em prova os atletas Juniores Patrícia Cardoso e André Vieira em Kata, e em Kumite João Saraiva (-68kg), Jéssica Almeida (-48Kg), Ana Pinto (-59Kg), Telmo Lourenço (-76Kg) e Henrique Ramos (+76Kg).

2º Dia

PORTUGAL ARRECADA MEDALHAS E BATE RECORDES NO EUROPEU

Patrícia Esparteiro alcança mais uma medalha de prata e Henrique Ramos o bronze

Os atletas portugueses estiveram em alta e após um primeiro dia repleto de resultados positivos repetiram a façanha e alcançaram mais dois lugares de pódio, e um 5º lugar. A honra coube desta feita à conceituada Patrícia Esparteiro que soma mais uma medalha de prata à sua coleção pessoal (já são 2 de prata e 2 de bronze) e a Henrique Ramos que se estreou da melhor forma num campeonato da europa ao alcançar o bronze. A comitiva vê assim reforçada as esperanças para o terceiro e último dia de prova onde irão prestar provas, entre outros, os medalhados Inês Rodrigues e Filipe Reis.

Decorreu hoje o segundo dia de competições em Baku, no Azerbaijão. A comitiva vinha de um excelente primeiro dia e rapidamente percebeu-se que era possível superar o sucesso desportivo dessa jornada inaugural. O grande destaque vai para mais uma final alcançada por parte de Patrícia Cardoso, no Kata Juniores. Foi sem dúvida mais uma demonstração de força e pura classe da nossa consagrada atleta, que apenas foi derrotada na final por uma atleta espanhola, M. Morata. Patrícia trazia da edição do ano passado uma medalha de prata e queria tentar superar essa fasquia tentando conquistar a tão desejada medalha de ouro para Portugal. A atleta portuguesa começou por derrotar uma atleta Russa, seguindo depois as atletas da Sérvia, Bielorrússia e Bulgária. Portugal ficava assim a uma vitória de mais uma conquista inédita que seria o título de campeã da Europa. Infelizmente o cenário da edição anterior repetiu-se e a atleta lusa não conseguiu alcançar o ouro, ficando com uma prestigiante medalha de prata.

Em declarações prestadas pelo Selecionador Nacional, este afirmou que esta derrota não foi justa e que a atleta merecia a vitória pelo seu desempenho, mas a sorte assim não o ditou.

Patrícia é já uma atleta respeitada internacionalmente e de certeza que brevemente conseguirá o seu objetivo, ser campeã da Europa.

Ainda no Kata, André Vieira, competiu na categoria sub21. O atleta vinha de uma medalha de bronze no Europeu universitário mas infelizmente não logrou repetir a proeza, tendo sido eliminado na 2ª eliminatória frente a um atleta da República Checa (depois de um bye na primeira eliminatória). Posteriormente, a sorte ditou não entrar na fase de repescagem.

Já no kumite, o primeiro “tuga” a entrar em competição foi João Saraiva, no escalão Sub21 -68 Kg. Esta foi uma participação muito parecida com a do André, dado que não conseguiu vencer o seu primeiro encontro, frente à Estónia, e desta forma ficou arredado das medalhas.

Ana Pinto foi a responsável por mais uma colossal prestação portuguesa neste Europeu. A atleta, que competiu na categoria Júnior -59Kg, depois de uma entrada direta na segunda eliminatória frente a uma competidora belga, conseguiu sair vencedora desse encontro e avançar mais uma eliminatória. Encontrou nesse momento uma atleta Suíça, que lhe interrompeu de forma temporária a possibilidade de conquista de medalha. Já na fase de repescagem, venceu de forma clara uma atleta da Hungria e entrou assim para o combate de acesso ao terceiro lugar onde acabou por ceder frente a uma atleta espanhola pela margem mínima (3-4) e ficar com um ingrato mas honroso 5º lugar.

À mesma hora, competiu também a atleta Jéssica Almeida, mas na categoria -48 Kg. Infelizmente bateu-se com uma atleta da casa (Azerbaijão) logo na primeira eliminatória e no final do tempo de combate acabou por sair derrotada. Posteriormente ficou arredada da disputa pelo bronze.

Telmo Lourenço (Júnior -76 Kg), entrou com vontade mas pela frente teve um atleta russo onde não deu grandes hipóteses, tendo no final fixado um resultado claro. Nas seguintes eliminatória o mesmo atleta fracassou na sua caminhada para a final, impossibilitando assim a repescagem do português.

Começamos este dia com uma medalha, acabamos de igual forma. Henrique Ramos, na categoria Júnior +76 Kg, mostrou que esteve ao nível elevado esperado e arrecadou a terceira medalha para Portugal. Após uma passagem direta para a segunda eliminatória, levou de vencidos os atletas da Sérvia e Croácia, perdendo apenas na meia-final para o atleta da Macedónia. No combate para a medalha de bronze, não cedeu e venceu de forma clara e justíssima conquistando assim a sua primeira medalha em competições EKF/WKF.

Neste segundo dia, Portugal conseguiu mais duas medalhas e igualou as edições da Sérvia e Paris (Campeonatos da Europa). Contudo restando ainda um dia de competição, a comitiva lusa tem a possibilidade de colocar uma nova fasquia no que respeita a número de medalhas conquistadas. Em prova estarão os medalhados Inês Rodrigues e Filipe Reis. Participarão ainda Ana Galhardas, Catarina Vilhena e Gonçalo Pinto.

3º Dia

O último dia de competição não foi feliz para os atletas lusos, que mesmo assim se entregaram com todo o empenho e conseguiram exibições bastante meritórias amealhando mais um 5º e um 7º lugar para os resultados da comitiva. Pode-se mesmo concluir que o problema do dia se chamou Azerbaijão.

Ditou a sorte que Filipe Reis inicia-se a prova contra o atleta da casa A. Gurbanli, tendo ainda assim empatado no tempo regulamentar 1-1. No desempate por opinião arbitral a decisão foi contudo para o atleta do Azerbeijão, que viria a conquistar o ouro na prova de Kumite +78Kg. Já na repescagem, e após ganhar por 8-0 face ao atleta sueco A. Ceder, Filipe Reis perdeu por 9-0 frente ao muito forte turco R. Kaptan.

Inês Rodrigues, a atleta lusa mais medalhada em kumite internacional, entrou bem em competição, e após um bye encontrou a atleta da croácia M. Cusac a que ganhou por contundentes 7-1. Seguiu-se a atleta da Eslovénia T. Ristic que foi de igual forma batida por 4-1. Até aqui a atleta nacional estava a conseguir impor toda a sua técnica e velocidade, que esmoreceu perante a superioridade da turca B. Erseker que viria a obter o ouro na prova, nuns claros 10-0. Já na repescagem a jovem Inês falhou a medalha de bronze ao perder por 2-0 com a atleta da casa I. Gasimova.

Ana Galhardas em júnior -53kg, arrancou com uma vitória por 7-0 face à ucraniana K. Dolgaya, num embate em que a lusa dominou e fez valer toda a sua técnica. De seguida viria a perder com a irlandesa R. Earley pela margem mínima de 4-3. A repescagem foi impossível pois a irlandesa perdeu logo de seguida com a russa N. Kadzova por uns expressivos 10-0.

Catarina Vilhena em júnior +60Kg, bateu-se com garra, mas caiu face à sueca H. Antunovic pelo parcial de 2-0. Mais tarde esta atleta viria a perder o acesso à final face à austríaca A. Buchinger que obteve o ouro, gorando-se as hipóteses de repescagem.

Gonçalo Rodrigues em júnior -68kg arrancou impondo a sua velocidade perante o atleta da Ucrânia A. Kovalchuk por claros 5-1. Na fase seguinte encontrou o atleta da casa T. Aghalarzade, e embora tenha trabalhado bastante não logrou sair com a vitória, terminando com o parcial de 3-0. Este iria perder logo de seguida com o turco N. Kosmas que se sagrou campeão da europa, impossibilitando a repescagem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s